Trepanação na praça pública

 site:www.wga.hu bosch

http://users.med.up.pt/m04021/3aula_medicina_intern1.doc

Março 19, 2007 at 12:42 am Deixe um comentário

PELOURINHO DE MANIQUE DO INTENDENTE …

Março 7, 2007 at 9:30 pm Deixe um comentário

Foral de Ponte de Lima

Foral de Ponte de Lima, 4 de Março de 1125

 

Em nome de Deus, eu, D.Teresa, filha do rei D.Afonso, saúdo-vos. Terei por bem fazer vila o lugar de Ponte de Lima(…) E quem fizer mal aos moradores da dita vila pague quinhentos soldos (…) E se alguém vier fazer mal às pessoas que de qualquer parte venham à feira, tanto na ida como na volta, pague 60 soldos. E os que morarem na mesma dita vila paguem todos os anos um soldo cada um, por suas casas, e nada paguem por suas hortas. E se alguém morar nesta vila e possuir propriedades fora dos seus limites, sejam livres de imposto. E de todas as terras cultivadas que lavrarem, paguem um quinto. Eu D. Teresa e meu filho D.Afonso autenticamos esta carta pelas nossas próprias mãos.

 Anais Municipais de Ponte de Lima in Livro do professor, História e Geografia de Portugal, 5º ano, Constância, pág. 84

Fevereiro 21, 2007 at 1:31 pm Deixe um comentário

Caricatura da disputa entre D.Pedro e D.Miguel

Janeiro 28, 2007 at 8:21 pm Deixe um comentário

Sintra, castelos e palácios

http://www.sights-and-culture.com/Portugal/Sintra-cast-M-608.html

Janeiro 23, 2007 at 12:41 pm Deixe um comentário

castelos,armas e combatentes,ilustração coeva

http://www2.uol.com.br/historiaviva/imagens/materia/castelos.jpg

Janeiro 23, 2007 at 12:35 pm Deixe um comentário

O trabalho das mulheres

O trabalho das mulheres   

Pobres as que vivem nas cabanas / Carregadas de filhos e rendas dos senhores; / O que conseguem poupar do trabalho de fiação é utilizado nos gastos da casa, / Em leite e farinha para fazer sopas / para alimentar a seus filhos que choram por comer. / Também elas sofrem muita fome / E tristeza no inverno com suas noites sombrias. / Levantando-se do leito para balançar o berço… / Para cardar e pentear [preparar os fios da lã], remendar e lavar / esfregar e enovelar, […] / É muito duro ler ou em rimas cantar / as penúrias daquelas mulheres que vivem nas cabanas. 

(‘The vision of William concerning Piers the Ploughman by William Langland’ apud Eileen Power, Medieval women, p. 74). 

http://www.rainhadapaz.g12.br/

Janeiro 14, 2007 at 2:50 pm Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Artigos Recentes

Documentos a Dias

Dezembro 2016
M T W T F S S
« Mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Blog Stats

  • 128,497 hits